Mais consumidores pretendem elevar os gastos no Dia das Mães

06/05/2010

O número de consumidores dispostos a gastar mais no Dia das Mães aumentou neste ano. Pesquisa da FGV (Fundação Getulio Vargas), divulgada nesta quinta-feira, aponta que 14,4% dos brasileiros pretendem ampliar os gastos com presentes, ante 9,7% do ano passado. Já o total de pessoas que pretende consumir menos caiu, passando de 32,9% para 19,6%.

Segundo a FGV, o resultado reflete o melhor momento do mercado interno e a diminuição de incertezas.

"Em todas as classes de renda, a expectativa em relação aos gastos no Dia das Mães é mais favorável este ano. O melhor resultado ocorre nas faixas de renda com maior poder aquisitivo", aponta o estudo.

O valor médio a ser gasto com presentes ficou, em média, 1,7% maior. Entre consumidores com renda familiar até R$ 2.100, 72,2% pretendem gastar com presentes até R$ 50. No outro extremo, 58,7% dos consumidores com renda superior a R$ 9.600 planejam comprar presentes com preço superior a R$ 51.

Os itens de Vestuário e Acessórios são os presentes preferidos nessa ocasião, tendo sido apontados por 47,7% dos consumidores pesquisados. A segunda opção mais citada é perfumaria e cosméticos, com 12,1%.

Preços

Outra pesquisa divulgada também hoje pela FGV mostra que alguns presentes tiveram aumentos acima da inflação. Enquanto o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) ficou em 5,72% nos últimos 12 meses, o preço das flores subiu 12,45%, em relação a 2009. Da mesma forma, joias e bijuterias ficaram 8,41% mais caras e comer em restaurante encareceu 6,21%.

Segundo o economista André Braz, responsável por este levantamento, quem optar por roupas (4,58%), calçados (2,30%) e perfumes (0,56%) não perceberá mudança significativa nos preços, pois estes aumentos não superaram o IPC.

(folha online)

Cyclamen | HRR Solutions